POR DENTRO DO SISTEMA


Os últimos anos foram marcantes em nossa vida como cidadãos. A indignação que quase sempre esteve contida aflorou em manifestações reais e virtuais. O Brasileiro, tão pacato e carnavalesco, começou a tomar uma posição.

Mudou o sistema? Na essência não. O que aconteceu foi que, com a popularização dos meios de comunicação pela internet, ficou mais fácil compartilhar informações. E nesse jogo político bruto foi investido muito dinheiro em sites, blogs e perfis formadores de opinião propagando notícias e acontecimentos apenas por um ponto de vista ou até mesmo de forma distorcida. Propaganda travestida de jornalismo.

Juntando idealistas e a grande massa de manobra conquistada com esse "marketing" os aproveitadores conseguiram polarizar a discussão baseando-a em velhos conceitos de esquerda/direita, criando um "nós contra eles" que só contribui para ofuscar a visão sobre o que realmente interessa: a busca de um caminho para diminuir desigualdades sociais, econômicas e culturais.

A situação econômica social do Brasil pode ter sido agravada mas não foi criada por um partido específico. Décadas de impunidade, a tolerância do "rouba mas faz" e a conivência daqueles que se beneficiavam - ou tinham esperança de ter vantagens - foram preponderantes para chegar a esse ponto. Interesses político-partidários e financeiros acima da nação. E aqui não estou defendendo nenhuma bandeira mas sim responsabilizando todas, inclusive alguns setores da sociedade civil.  Corrupção "menor" não ameniza os danos.

É necessário um novo modelo. Não só com reformas institucionais, mas também na maneira de pensar e agir. Precisamos enxergar além dos nossos umbigos, além dos nossos grupos, além do nosso bairro e da nossa cidade, além do nosso pais. A sociedade é globalizada e o que fizermos aqui - de bom ou ruim - refletirá em outro lugar com consequências que retornarão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

RETORNAR

Copyright © otavio.com 2016